“Vontade tremenda de dar um grito de revolta” – Jorge Simão

“Vontade tremenda de dar um grito de revolta”. É este o espírito que reina no seio do plantel principal do SC Braga para o embate deste sábado com o FC Arouca. Quem o assumiu foi Jorge Simão no lançamento da partida referente à 24.ª jornada da Liga NOS, onde salientou que apenas existe um caminho: vencer.

Um grito de revolta: “Como tenho dito desde que aqui cheguei, todos os jogos acarretam para nós uma grande pressão porque os queremos ganhar. Como é óbvio não somos indiferentes à fase que atravessamos e acredito que isso pode acrescentar alguma pressão. Mas na nossa cabeça está uma vontade tremenda de dar um grito de revolta e entrar numa senda de bons resultados”.

Expectativas: “É o jogo ideal, independentemente de ser o FC Arouca e do momento que atravessa. Conheço bem este adversário, o seu treinador e os belíssimos jogadores que compõem o seu plantel. Acima de tudo o nosso foco tem que estar no nosso desempenho e na capacidade que teremos de ter para ultrapassar este desafio”.

A procura de soluções: “Penso que não há uma razão específica a apontar como causa deste nosso momento, mas sim um conjunto de situações. Temos que nos focar nas soluções e não no problema. É isso que temos feito, de forma árdua e determinada”.

Hassan e Wilson Eduardo: “O Hassan está convocado e o Wilson não. O Hassan regressou com uma lesão da CAN e tem estado em processo de recuperação acelerado, por via de um departamento médico muito bem habilitado e competente. Já esteve a treinar sem condicionalismo, ao contrário do Wilson”.

Gattuso: São notícias normais. Em qualquer clube que viva um situação como a nossa, são normais estas notícias. Ouço essas notícias com um sorriso nos lábios. 

 

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register