Horta e Wilson visitaram o Centro de Solidariedade Espírito Santo

Os gverreiros Wilson Eduardo e Ricardo Horta proporcionaram, na tarde desta segunda-feira, uma tarde diferente no Centro de Solidariedade Espírito Santo, na freguesia de Fraião. Ao seu estilo, sempre divertidos e com um sorriso na fase, os dois extremos do SC Braga levaram ao delírio as muitas crianças que frequentam o centro escolar, proporcionando-lhes a oportunidade de conviverem de perto com os seus ídolos, registarem o momento com fotografias, postais autografados e, imagine, darem uns toques na bola com os craques.

No seguimento da visita, Wilson Eduardo respondeu a algumas questões colocadas pela comunicação social presente, abordando o bom momento que atravessa na sua carreira e projetando o encontro de quinta-feira, com o Shakhtar Donetsk. “Estou bem, tenho correspondido à aposta do mister. Aqui em Braga é o meu melhor momento. Espero manter e ajudar a equipa a chegar à próxima fase da Liga Europa”, começou por dizer.

Quanto à receção ao Shakhtar Donetsk, Wilson garante uma equipa consciente da importância do jogo e determinada em vencer e seguir para a fase seguinte. “Sabemos a importância que tem e claro que queremos a vitória, para conseguir a passagem à próxima fase. O SC Braga está habituado a estas andanças. Tem conseguido a qualificação para a Liga dos Campeões e Liga Europa, mesmo para as fases seguintes. Este ano não foge à regra. É um objetivo que temos desde o início da época e estamos dentro daquilo que traçamos”, vincou, acrescentando: “Sabemos que dependemos de nós e isso já é benéfico. Sabemos que vai ser complicado, mas estamos a trabalhar para conseguirmos a vitória e o acesso à próxima fase”.

O Shakhtar vem a Braga com o apuramento e o primeiro lugar do Grupo H garantidos, mas Wilson rejeita qualquer tipo de facilitismo por parte do conjunto ucraniano. “O mister Paulo Fonseca disse que queria acabar o grupo só com vitórias e por aí percebemos que não haverá facilitismos. Só um Braga forte conseguirá a vitória. Eles têm uma grande equipa. Mesmo não jogando o onze base, os que entrarem querem mostrar que têm valor. Não vai ser por estarem qualificados que vão facilitar. Vai ser complicado, mas temos hipóteses”, concluiu.

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register